Mulher com Vertigem

Vertigem e Tontura: Qual a Diferença Entre Tontura e Vertigem?

Este artigo fornece uma visão geral da epidemiologia das tonturas, diferenciação entre vertigem central e periférica e causas centrais de tonturas.

O que é Tontura?

A tontura é a queixa mais comum entre os pacientes atendidos por médicos de cuidados primários, neurologistas e otorrinolaringologistas.

A tontura é um termo geral para uma sensação de desequilíbrio, entretanto, ela pode significar uma série de outros problemas no organismo, ou seja, ela pode ser causada por intoxicação alimentar, enxaqueca/ cefaleia, medicamentos, entre tantos outros fatores.

Somente um exame médico apurado é que pode identificar corretamente sua origem, de qualquer forma a tontura funciona como um sinal de alerta do organismo informando que alguma coisa não vai bem.

As causas mais comuns de tonturas são distúrbios vestibulares periféricos, mas os distúrbios do sistema nervoso central não devem ser excluídos.

E o que é Vertigem?

Mulher com Vertigem
Mulher com Vertigem

A vertigem é uma das queixas mais comuns na medicina, afetando aproximadamente 20% a 30% das pessoas na população mundial.

A vertigem é um subtipo de tontura, definido como uma ilusão de movimento causada pelo envolvimento assimétrico do sistema vestibular.

Geralmente tem início inesperado acompanhada de náuseas, vômitos e falta de equilíbrio, com a sensação das coisas girando.

Também pode vir acompanhada de zumbido no ouvido e às vezes pode ocorrer uma rápida perda de consciência (síncope). Normalmente é desencadeada pelo movimento brusco da cabeça.

Quais são as causas da vertigem?

A vertigem pode muitas vezes ser causada por problemas no ouvido interno. Suas causas mais comuns incluem a Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB), Doença de Ménière, Labirintite, entre outras.

Vertigem Posicional Paroxística Benigna – VPPB

A VPPB ocorre quando pequenas partículas de cálcio se aglutinam irregularmente nos canais do ouvido interno. O ouvido interno envia sinais ao cérebro sobre os movimentos da cabeça e do corpo relativos ao posicionamento gravitacional e espacial do mesmo, ajudando a manter o equilíbrio.

Doença de Ménière

A Doença de Ménière é causada pelo acúmulo de fluído e mudança de pressão no ouvido, ocasionando episódios  acompanhados de zumbido no ouvido afetado e às vezes perda auditiva.

Labirintite

sintomas-da-labirintite
Sintomas da Labirintite

A palavra “labirintite” é um termo usado equivocadamente pelas pessoas para designar qualquer tipo de problema relacionado ao equilíbrio ou doença do labirinto.

Na verdade, labirintite está associada a infecção nas partes que envolvem o labirinto membranoso dentro do ouvido interno, causando inflamação em todo o sistema vestibular (do equilíbrio). Geralmente essa infecção é viral ou bacteriana, e não é muito comum sua ocorrência.

Outras causas da vertigem

As lesões vestibulares centrais que afetam a medula ou o cerebelo causam tonturas, náuseas, vômitos, ataxia grave, nistagmo multidirecional que não é suprimido pela fixação óptica e outros sinais neurológicos.

Os outros tipos de tonturas são o desequilíbrio sem vertigem, pré-síncope e tonturas psicofisiológicas, muitas vezes associado a ansiedade, depressão e transtorno de pânico.

Estudos epidemiológicos indicam que causas centrais são responsáveis por quase um quarto da experiência de vertigem pelos pacientes.

A história do paciente, o exame neurológico e os estudos de imagem são geralmente a chave para a diferenciação das causas periféricas e centrais dos sintomas.

As causas centrais mais comuns de tonturas e vertigem são os distúrbios cerebrovasculares relacionados à circulação vertebrobasilar, enxaqueca, esclerose múltipla, tumores da fossa posterior, distúrbios neurodegenerativos, algumas drogas e distúrbios psiquiátricos.

Tratamentos para vertigem

Em alguns casos, ela pode desaparecer naturalmente, sem nenhum tratamento. Isso ocorre porque o organismo (cérebro) é capaz de processar a compensação para manter o equilíbrio do corpo.

Entretanto, para a maioria das pessoas é necessário fazer um tratamento para reposicionar as partículas no sistema vestibular.

O tratamento consiste em algumas etapas, começando pela dieta alimentar, onde alguns alimentos devem ser excluídos ou evitados ao máximo.

Outra etapa, dependendo do diagnóstico da causa, é fazer a reabilitação posicional ou do equilíbrio (reabilitação vestibular), utilizando exercícios físicos simples.

A finalidade desses exercícios é reajustar as relações entre os sinais enviados pelas estruturas responsáveis pela manutenção da postura corporal (olhos, pele,labirinto,músculos e articulações).

São exercícios repetitivos com os olhos, a cabeça e o corpo, objetivando acelerar a compensação, provocando o reajuste da função do equilíbrio.

Se você tiver interesse em aprender como fazer este tratamento, clique aqui para conhecer um método 100% natural e eficaz.

Fonte:

https://www.webmd.com/brain/vertigo-symptoms-causes-treatment#1

 

Deixe um comentário