Vitamina D

A Vitamina D e Seus Benefícios Para Nosso Organismo

A Vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel essencial para o corpo humano, e sua ausência pode ocasionar uma série de complicações.

A Vitamina D ajuda a manter a imunidade, cortando processos inflamatórios crônicos, típicos de doenças autoimunes.

No caso da esclerose múltipla, os danos acometem as bainhas de mielina, que revestem a cauda dos neurônios.

Casos clínicos e relatos de pacientes atestam melhora dos sintomas e da qualidade de vida com o uso de superdoses de Vitamina D, porém isso precisa ser bem avaliado pelo médico que acompanha cada caso.

Afinal, ela controla mais de 2.600 genes, inclusive células do sistema cardiovascular.

Exposição Solar: A Melhor Forma de Obter Vitamina D

Vitamina D

O sol é o principal estímulo para a produção da vitamina pelo corpo. Essa produção da vitamina se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância. Vinte minutos em roupas de banho e sem protetor solar, geram até 20 mil UI.

Outras Fontes de Vitamina D

Alimentos Fontes de Vitamina D
Alimentos Fontes de Vitamina D

Alguns alimentos, especialmente peixes gordos, como a sardinha, atum e o salmão, ovos, bem como o leite e seus derivados, fígado de galinha e bovino, cogumelos, laranja, entre outros, são boas fontes de Vitamina D, mas é o sol o responsável por 80 a 90% da vitamina que o corpo recebe.

Ela também pode ser produzida em laboratório e ser administrada na forma de suplemento, para a prevenção e tratamento de uma série de doenças, quando há a deficiência e o corpo não consegue produzi-la, como é o caso de pessoas idosas.

Ela pode ser encontrada em gotas e em cápsulas.

Em gotas

Suplemento oleoso, manipulado ou vendido pronto em farmácia. Cada gota tem 200 UI de Vitamina D. É indicada contra a deficiência e na prevenção de osteoporose.

Em cápsulas

Cada uma delas contém 200 UI da substância e os usos são similares ao da versão em gotas. Pessoas idosas tendem a tomar mais devido à dificuldade do corpo de produzir a Vitamina D.

A Vitamina D é necessária para a manutenção do tecido ósseo, ela também influencia consideravelmente no sistema imunológico, sendo interessante para o tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e a esclerose múltipla, e no processo de diferenciação celular.

A falta deste nutriente favorece o aparecimento de 17 tipos de câncer.

Esta substância ainda age na secreção hormonal e em diversas doenças crônicas não transmissíveis, entre elas a síndrome metabólica que tem como um dos componentes o diabetes tipo 2.

Resumo dos Benefícios da Vitamina D

  • Resistência física: essa vitamina pode ser utilizada para melhorar o condicionamento físico. Isso é possível porque aumenta a energia e reduz os níveis de estresse oxidativo nos músculos após o exercício, melhorando a força muscular tanto dos membros inferiores quanto superiores ao eliminar a fadiga e promover a circulação sanguínea;

  • Fortalece os ossos: doses diárias de Vitamina D fortalece os ossos e reduzem o risco de osteoporose e fraturas na terceira idade. Além disso, também fortalece os dentes. Isso é possível, pois ela aumenta a absorção de cálcio e fósforo no intestino e facilita a entrada desses minerais nos ossos, que são essenciais para a sua formação;

  • Previne o diabetes: ajuda a prevenir a diabetes. Ela atua na manutenção da saúde do pâncreas, que é o responsável pela produção de insulina;

  • Previne a obesidade: baixos níveis dessa vitamina no sangue provocam o aumento da sensação de fome e a diminuição do metabolismo, fazendo com que o organismo gaste mais energia e acumule mais gordura. Portanto, o consumo de Vitamina D ajuda a prevenir a obesidade;

  • Melhora a imunidade: essa vitamina ajuda a melhorar o sistema imunológico e reduzir a inflamação no organismo, porque diminui a produção de substâncias inflamatórias e ajuda no combate a doenças autoimunes, como psoríase, artrite reumatoide e lúpus;

  • Combate a depressão: ela reduz os sintomas de depressão, visto que estimula a energia do corpo e reduz os níveis de estresse;

  • Previne o câncer: um dos motivos para você consumir os alimentos ricos em Vitamina D, é por ela controlar a morte de células, diminuindo a formação de células deficientes que provocam o câncer, principalmente de mama, próstata, colorretal e renal;

  • Previne doenças cardíacas: promove a produção de um hormônio que regula a pressão arterial. Ela também participa no controle da contração do músculo cardíaco e permite o relaxamento dos vasos sanguíneos.

Além disso, essa vitamina também reduz o risco de mortalidade e aumenta a perspectiva de vida.


Como a Vitamina D é processada no organismo

O papel da substância no organismo desde a sua produção até a regulação das defesas:

1. A Vitamina D é fabricada pelo corpo com a exposição ao sol. Em contato com a pele, os raios Ultravioleta tipo B, ativam uma forma de pré Vitamina D.

2. A molécula cai na corrente sanguínea e alcança o fígado, onde é transformada, então, em calcifediol.

3. A substância passa ainda pelos rins, onde ganha sua forma ativa, ou colecalciferol – esta é a versão fornecida pelos suplementos, em gotas ou cápsulas.

4. Atuando como hormônio, a Vitamina D participa da absorção de cálcio no intestino e auxilia a regular sua concentração, algo crucial para os ossos.

5. A molécula ainda modula células imunológicas, caso dos linfócitos. Isso ajuda a prevenir infecções e minimizar inflamações, como as das doenças autoimunes.

As doenças autoimunes também são causadoras de problemas do equilíbrio, como vertigem, tontura e labirintite.

Essa questão é abordada no Método Vencendo a Vertigem, uma forma de tratamento natural para acabar com vertigem, tontura e demais sintomas do equilíbrio.

Clique no botão abaixo para saber mais sobre essa forma de tratamento 100% natural.

botão-quero-saber-mais

A Vitamina D foi denominada com esse nome em 1922, pois naquela época acreditava-se que ela só poderia ser obtida por intermédio da alimentação. Como foi a quarta substância descoberta, depois das vitaminas A, B e C, recebeu o nome de Vitamina D.

A partir da década de 1970 os pesquisadores descobriram que a Vitamina D poderia ser sintetizada pelo organismo, ou seja, na realidade ela é um hormônio e não uma vitamina. 

Deixe um comentário